sábado, 20 de maio de 2017

MINISTRO FACHIN ACATA EM PARTE PEDIDO DE TEMER SOBRE GRAVAÇÃO DE EMPRESÁRIO

O Ministro Edson Fachin acatou em parte na noite desse sábado (20), a solicitação do presidente Michel Temer e vai solicitar à Polícia Federal uma perícia na fita entregue pelo empresário delator, Joesley Batista.

A gravação feita pelo por Batista, da JBS, da conversa que ele teve com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu, no dia 7 de março, será um dos pontos mais discutidos durante a investigação autorizada pelo Supremo Tribunal Federal contra o presidente da República.

O áudio foi entregue pelo empresário à Procuradoria Geral da República dentro de um acordo de delação premiada. Os jornais "Folha de São Paulo" e "O Estado de São Paulo" deste sábado (20) trazem reportagens ouvindo peritos sobre o áudio da conversa do delator com o presidente.

Os peritos detectaram o que classificam de interrupções ou edições. Um deles diz que não é possível afirmar o que as provocou, se defeito no gravador ou outro motivo. Os peritos ressalvam que está íntegra tem a parte fundamental da gravação: quando Joesley diz que zerou suas pendências com Eduardo Cunha e ficou de bem com o ex-deputado preso em Curitiba.


O presidente Temer alega que o teor da gravação é duvidoso e alegou ter havido manipulação (edição) da gravação. A Polícia Federal será o órgão que deve investigar tecnicamente esse áudio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário