terça-feira, 23 de maio de 2017

INICIO DE EMBATES ENTRE PTB E PSB PERNAMBUCANOS PRENUNCIA GUERRA EM 2018

Arte: Marcelo Jorge
Com a proximidade de 2018, ano eleitoral, os ataques se sucedem com mais frequência entre o PSB e o PTB pernambucanos.

Após a delações de um dos diretores da JBS, Ricardo Saud, na qual cita os nomes de políticos pernambucanos entre estes o Governador Paulo Câmara, o prefeito do Recife Geraldo Júlio e o senador Fernando Bezerra Coelho como beneficiários de propina por parte daquela empresa, uma série de notas dos oposicionistas e governistas passaram a circular desde ontem por toda a imprensa pernambucana e pelas redes sociais.

Tudo começou com a nota do Senador Armando Monteiro (PTB) que cobra explicações de Câmara sobre denúncias de recepção de propina na campanha desse último ao governo do Estado.  Na resposta, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes bateu pesado no Senador, inclusive o acusando de  ingratidão, pelo mesmo ter sido apoiado para o cargo exatamente pelo grupo, à época, liderado pelo falecido ex governador Eduardo Campos e ainda o rotulou de “Ministro do Desemprego”.

Contra atacando esta nota, o Deputado Estadual José Humberto (PTB) respondeu a Sileno acusando o líder socialista de ser um “político sem voto e sem expressão” e que Guedes partiu para ataque pessoal contra Armando.

Já o Governador Paulo Câmara se pronunciou nesse final de semana em um evento, dizendo que o dinheiro da JBS foi recebido, mas não se destinou à sua campanha e sim para o PSB nacional. O vice presidente socialista reiterou ainda que seus únicos patrimônios seriam o seu nome e a sua família.

O que fica claro nesse vai e vem de notas é que os dois principais líderes políticos do estado, Paulo Câmara e Armando Monteiro já colocam seus times em campo porque deverão se enfrentar novamente nas eleições para governo do estado, no ano que vem.

Veja abaixo vídeo com Governador Paulo Câmara:

Nenhum comentário:

Postar um comentário