sexta-feira, 26 de maio de 2017

DÓLAR CAI, MAS CUIDADO E ATENÇÃO COM A CRISE POLÍTICA NO BRASIL PERMANECE

O dólar era negociado em baixa ante o real nesta sexta-feira (27), quebrando a sequência de dois pregões seguidos de alta, com os investidores ainda cautelosos com a cena política brasileira após a grave crise que afeta o governo do presidente Michel Temer.

Às 11:56, o dólar recuava 0,80 por cento, a 3,2569 reais na venda, após acumular alta de 0,51 por cento nas suas sessões passadas. O dólar futuro tinha queda de cerca de 0,65 por cento.

O mercado vem trabalhando com a expectativa de que Temer deixe a Presidência pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que julgará a cassação ou não da chapa Dilma Rousseff-Temer no próximo dia seis, e que seu substituto seja um nome de consenso com capacidade para dar andamento às reformas da Previdência e trabalhista.

Temer vem repetindo que não pretende deixar o cargo e trabalha para tentar dar continuidade à pauta do governo no Congresso. O presidente é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça, em investigação aberta com base em acordo de delação, fechado pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS. O presidente teve uma conversa gravada pelo executivo.


O recuo da moeda norte-americana nesta sessão, segundo alguns profissionais também foi favorecido por fluxo pontual de entrada de recursos. Mas a cautela vai continuar prevalecendo, também por causa da proximidade do final de semana e diante do feriado de Memorial Day nos Estados Unidos na próxima segunda-feira (29), que manterá os mercados de lá fechados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário