quinta-feira, 25 de maio de 2017

CONVOCAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS INTENSIFICA CLIMA DE TENSÃO ENTRE PARLAMENTARES

Imediatamente após o anúncio do governo sobre a atuação das Forças Armadas, houve um tumulto com empurrões e bate-boca entre os parlamentares da base aliada e da oposição no plenário da Câmara dos Deputados. O presidente da Casa, Rodrigo Maia suspendeu a sessão.

À imprensa, Maia negou que tenha pedido intervenção das Forças Armadas. Segundo o presidente da Casa ele solicitou reforço da Força Nacional.
Mas, o clima no plenário já havia esquentado bem antes dessa confusão. No inicio da tarde, a oposição invadiu a mesa diretora gritando palavras de ordem contra o governo e em apoio às manifestações do lado de fora do Congresso.

À noite, os partidos PT, Psol, Rede, PcdoB, PSB e PDT convocaram os deputados e fizeram mais um ato, desta vez no Salão Verde da casa. Os parlamentares deixaram o plenário em protesto contra o decreto presidencial.
As bancadas do PT e Psol na Câmara e senadores da oposição protocolaram decretos legislativos parar anular o ato do presidente.

No Senado, os parlamentares da oposição usaram a tribuna para criticar o ato do governo. As acusações foram rebatidas pelos senadores da base.
O senador Randolfe Rodrigues da Rede protocolou no Supremo Tribunal Federal um mandado de segurança contra o decreto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário