sábado, 27 de maio de 2017

CHUVAS EM MACEIÓ MATAM QUATRO E PREFEITURA DECRETA ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA

As fortes chuvas que caem em Maceió desde a noite de sexta (26) deixaram 4 mortos e 33 feridos, segundo o Corpo de Bombeiros. Há quatro pessoas desaparecidas. Houve deslizamento de barreiras em diversos bairros, imóveis desabaram e ruas e avenidas foram interditadas. A prefeitura da capital decretou estado de calamidade pública.

Dois dos corpos foram encontrados na Grota de Santo Amaro, onde se localiza o bairro Tabuleiro do Martins, e no qual seis pessoas ficaram feridas pelos deslizamentos e quatro estão desaparecidas. Outra vítima foi retirada morta dos escombros no bairro da Chã da Jaqueira, onde também outra pessoa ficou ferida.

No bairro do Feitosa, o deslizamento de uma barreira na Grota Pau d’Árco atingiu uma casa. O proprietário, identificado apenas como Benedito, estava desaparecido desde à noite de sexta, quando a barreira cedeu em cima de sua casa. Ele foi soterrado e encontrado morto por moradores na manhã deste sábado (27). No loca outras quatro pessoas ficaram feridas. A Defesa Civil Municipal informou que foram registrados, até a manhã deste sábado, 23 deslizamentos de barreiras, sete quedas de árvores, uma ameaça de deslizamento e oito ameaças de desabamento de imóveis.

Em deslizamento de terra na Grota do Rafael, no bairro do Jacintinho, cinco pessoas ficaram feridas. Também houve o registro de 17 feridos no Vale do Reginaldo. 
A Defesa Civil informou que o volume de chuva nos últimos dias na capital é acima da média. Em todo o mês de maio, quando o esperado era de 382,2 milímetros, já foram registrados 567,6. Este número é 48,5% maior do esperado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário