quarta-feira, 24 de maio de 2017

AÉCIO DIVULGA VÍDEO NO QUAL DIZ TER SIDO VÍTIMA DE "ARMAÇÃO" DOS DONOS DA JBS

O senador afastado Aécio Neves divulgou, nesta terça-feira (23), um vídeo em que se defende da acusação de ter recebido R$ 2 milhões em propina dos donos do grupo J&F, os irmãos Joesley e Wesley Batista. No vídeo, o senador, que teve o mandato suspenso pelo Supremo Tribunal Federal, diz que foi vítima de uma “armação”.

Aécio classifica de “injustificáveis” as operações que tiveram como alvo ele e a família dele, resultando na prisão de sua irmã, Andrea Neves, e seu primo Frederico Pacheco.

No vídeo, Aécio Neves também volta a afirmar que o pedido de dinheiro a Joesley Batista, feito em conversa gravada pelo delator, foi um empréstimo, que depois seria regularizado em um contrato entre duas pessoas privadas.

Segundo o senador, a partir daí Joesley teria armado uma situação para fazer com que o empréstimo de R$ 2 milhões parecesse um ato ilegal.

Em delação premiada, os executivos da JBS, uma das empresas do grupo J&F, alegam que os R$ 2 milhões recebidos pelo senador eram propina e que a contrapartida seria a indicação para um cargo na empresa Vale, que não se concretizou.

Os executivos afirmam também que pagaram propina ao senador durante a campanha presidencial de 2014, com a expectativa de que depois ele atuaria a favor da empresa, se fosse eleito.

Veja o vídeo:



Com informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário