quinta-feira, 20 de abril de 2017

PROVAS DA LAVAJATO FORAM DESTRUÍDAS POR ORIENTAÇÃO DE LULA, DIZ EX-PRESIDENTE DA OAS

Foto: Reprodução/GloboNews
Em mais uma etapa de oitivas dentro da Operação Lavajato, conduzida pela Força Tarefa de Curitiba, o ex presidente da Construtora OAS, Léo Pinheiro prestou seu depoimento ao juiz Sérgio Moro. A ouvida durou mais de três horas. Na oportunidade, Pinheiro detalhou um encontro que teve com o ex presidente Luís Inácio Lula da Silva no mês de maio de 2014.



De acordo com o o delator, Lula quis saber na ocasião se o executivo guardava documentos com os pagamentos ilícitos feitos pela OAS a João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT. Léo Pinheiro revelou que Lula orientou a destruição de provas. 
No depoimento, ele ainda garantiu que o apartamento tríplex do Guarujá, cuja propriedade é veementemente negada pelo petista, pertencia ao ex-presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário