quarta-feira, 26 de abril de 2017

EM SALOÁ, PARLAMENTAR PODE ABANDONAR OPOSIÇÃO E AMPLIAR BASE DO PREFEITO RICARDO

E uma notícia ao menos inusitada vem surpreendendo os meios políticos no Agreste pernambucano e certamente também, se confirmada, pode surpreender o PTB no estado em um ano pré eleitoral e principalmente após uma visita de parlamentares de oposição ao Governo Paulo Câmara (PSB), nessa região.

É que após 20 anos como opositora à família do atual prefeito Ricardo Alves (PMDB) e ora integrando o Partido Trabalhista Brasileiro no município de Saloá, distante 262 quilômetros da capital Recife, a  vereadora Vilma Lúcia Ferreira de Barros (foto), popularmente conhecida por Vilma da Prata, pode anunciar na manhã desta quinta-feira (27) seu afastamento da base oposicionista ao citado prefeito.


Se essa notícia se confirmar, a parlamentar deve passar a integrar a base aliada, ampliando de 08 para 09 o números de vereadores que apoiam o citado gestor.
Concretizando-se o fato, o prefeito Ricardo Alves passará a ter nove vereadores na casa José Soares de Melo, mantendo dois nomes apenas na oposição: Zé Cabeleireiro (PP) e Valdir Lopes (PRTB).
Um detalhe que chama a atenção é que a vereadora Vilma da Prata foi escolhida já no início desse ano, líder da oposição e o seu filho Paulo de Barros, apesar de fazer parte do PTB há pouco mais de um ano, é o presidente do diretório local da legenda.
Com forte ligação ao Senador Armando Monteiro (PTB), Vilma da Prata vem o apoiando desde a sua campanha à Câmara Federal, em 1998.
Um dos supostos motivos para a nova posição de Vilma e que provavelmente deve fortalecer a decisão da parlamentar, seriam os constantes desgastes no relacionamento com seus (ainda) colegas oposicionistas.
Em contato com Vilma da Prata, nossa produção recebeu da vereadora a informação de que qualquer decisão a ser tomada só deverá ser divulgada na manhã dessa quinta (27). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário