quarta-feira, 26 de março de 2014

IVO JÚNIOR PODE VIR A SER O CANDIDATO À DEPUTADO ESTADUAL PELO PSB NA REGIÃO



Jovem, sério, advogado, ex Diretor na Associação dos Advogados de Pernambuco e atualmente exercendo o cargo de Conselheiro presidente da Comissão de Sociedade de Advogados na OAB/PE, sócio na Urbano Vitalino Advogados, garanhuense, filiado ao PSB e que traz na sua genética, o DNA de um dos maiores líderes políticos de Garanhuns à sua época.

Esse é o perfil de Ivo Amaral Júnior, ou simplesmente Ivo Júnior, o homem que vem sendo apontado desde as últimas eleições municipais de 2012, como um bom quadro local e que pode vir a ser apoiado pela legenda que representa como também, de acordo com fontes palacianas,  pelo líder maior do Partido e presidenciável Eduardo Campos, como uma das opções para a Assembléia Legislativa do Estado.
Contando com a simpatia do presidente do diretório local do PSB, Dr. Ivan Rodrigues, dentre outras lideranças ps-bistas, Ivo Júnior poderia, a partir de um trabalho de Marketing que o apresente bem e o torne um rosto mais conhecido da população, vir a ser o Deputado Estadual do consenso regional, tudo que o partido mais deseja (e precisa) para a conciliação.

Nomes como o dos vereadores Sivaldo Albino (PPS) e Audálio Ramos Machado Filho (PSDC) também são ventilados por sua juventude, atuação política além de terem boa  aceitação popular, uma das características que vem sendo levantadas pelo governador que prega a ‘nova política’ como discurso do PSB. E cabe eles. Afinal, o projeto da Frente Popular tem que ser amplo, para que a governabilidade de Paulo Câmara, pré candidato ao governo por esta Frente, seja - se eleito - viabilizada.


Para Ivo Tinô do Amaral (pai), ex vereador, ex prefeito e ex deputado por Garanhuns em várias gestões e legislaturas, seria a consagração: No ano em que completou 80 anos e no qual será também o homenageado na próxima edição do Festival de Inverno,  teria enfim o sucessor legítimo que já é um jovem bem sucedido na seara jurídica, a caminho de uma nova conquista desta vez na política, para ocupar quem sabe, uma das cadeiras que já foi do seu pai na ALEPE.