segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

GARANHUNS PODE PERDER A PROCURADORIA DO INSS PARA CARUARU

E Garanhuns pode perder a procuradoria do INSS local. A informação que circula internamente naquele órgão é de que a coordenação regional pretende transferir todo o setor de procuradoria do INSS, atualmente em funcionamento  na Praça Dom Moura, sede do Instituto, para o município de Caruaru. Com a efetivação dessa ação, tida como certa por funcionários da Procuradoria, toda a região seria obrigada a deslocar-se para Caruaru para resolver assuntos inerentes ao órgão, ocasionando diversos contratempos para a população. Ações como a resolução de problemas com órgãos como o IBAMA, parcelamento de débitos federais, e problemas com o próprio INSS são hoje resolvidas com a participação dessa Procuradoria.

Um dos bons exemplos da capacidade de resolutividade de problemas por parte da Procuradoria local,  foi a negociação para a instalação da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE -, Campus Garanhuns, no seu local atual, em razão da existência de um parque de vaquejadas no local. Os procuradores conseguiram na ocasião negociar a desapropriação da área de forma pacífica e rápida.


Os funcionários ouvidos alegam ainda estranhar o fato de, após instalação da Justiça Federal e informações da chegada em breve de uma Delegacia da Polícia Federal nesse município, um setor de tamanha importância ser desativado. De acordo com eles, a decisão que é fato e não boato, tem fundamentação política e partiu de interesses internos e pessoais.

MAURICIO RANDS PODE SER O PRÉ CANDIDATO AO GOVERNO DE PERNAMBUCO

O ex-petista Maurício Rands (agora do PSB) é o novo nome cotado para a sucessão ao governo do estado. Ao menos é o que afirma o jornalista Kennedy Alencar em seu blog. Segundo Alencar, a escolha é uma alternativa para encerrar a disputa criada dentro do PSB entre o Secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, o Vice-Governador do Estado, João Lyra Neto, o ex-Ministro Fernando Bezerra Coelho e o Secretário da Fazenda, Paulo Câmara. De acordo com o blogueiro, ao encampar a campanha de Rands, o Governador acena para um eleitorado petista que simpatiza com o ex-deputado, que chegou a líder do PT na câmara. Eduardo Campos deve deixar o cargo em 4 de abril para concorrer ao Palácio do Planalto. Em entrevista concedida durante a inauguração do Paço do Frevo, no Recife ,  governador-presidenciável adiantou que o debate sobre a sucessão terá início hoje segunda feira, durante reunião da executiva estadual do PSB.