sábado, 28 de dezembro de 2013

QUEM LIDERAVA OS VEREADORES CORRUPTOS EM CARUARU

Em caruaru, o delegado Erick Lessa apontou dois vereadores como chefes da quadrilha de legisladores que cobravam propina para aprovar projetos na Câmara Municipal. De acordo com a versão de Polícia Civil apresentada na tarde desta sexta-feira (27), os vereadores Sivaldo Oliveira (PP) e Val do DEM teriam arquitetado o esquema pelo qual eles e outros oito colegas teriam cobrado vantagens, incluindo o valor de R$ 2 milhões, para aprovar um empréstimo de R$ 250 milhões junto à Caixa Econômica Federal para permitir a implantação de um sistema de BRT (Bus Rapid Transport) no município. Sivaldo e Val fariam a articulação junto aos colegas nas bancadas do governo e da oposição.

Os dez vereadores acusados de integrar o esquema foram presos no último dia 18 e soltos ao longo desta semana por determinação judicial. Após a prisão realizada durante a Operação Ponto Final, os suplentes dos vereadores tomaram posse no município. Durante uma entrevista à Rádio Jornal Caruaru, o prefeito José Queiroz (PDT) negou que tenha negociado com os vereadores e disse que colaborou com a polícia civil. A investigação durou seis meses.


Os vereadores convocaram uma coletiva para o final da tarde desta sexta em um hotel da cidade, onde irão apresentar a própria versão sobre os fatos. Durante o período em que estiveram presos, o grupo ficou detido na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, no município.