domingo, 1 de setembro de 2013

EDUARDO CAMPOS É A MAIOR AMEAÇA PARA DILMA

A caminhada do Governador Eduardo Campos, mesmo sem declarar oficialmente sua posição como pré candidato, continua firme e a repercussão da sua postura já rende muitas matérias na imprensa nacional e fora dos limites territoriais brasileiros. O Pessebista foi alvo de referências recentemente no jornal inglês "Financial Times" como a 'maior ameaça a Dilma nas eleições do ano que vem'. De acordo com a matéria, Campos é a maior novidade no quadro. Apesar de até agora não ter firmado grandes alianças e de ainda resolver problemas internos no próprio partido, o governador de Pernambuco vem sendo recebido com pompa de candidato onde chega.  Entre os problemas dentro do PSB, comenta-se que Cid e o seu irmão Ciro Gomes, que defendem o apoio a Dilma, podem deixar o partido em outubro, como fizeram em 2004, quando o PPS optou pela oposição ao governo Lula, do qual Ciro era ministro. 
Um dos maiores ativos de Eduardo atualmente é a simpatia do empresariado, que, no moemnto oportuno terá que se dividir entre duas vertentes: a do apoio à Dilma, ainda presidente e a do seu adversário mais competitivo. 
Na entrevista concedida na semana passada no programa do Ratinho, em rede nacional, Campos mostrou-se muito atento ao cenário nacional, ao movimento dos partidos adversários, mas sem perder o foco na sua gestão atual. E pela repercussão, o  brasileiro gostou dessa postura. 
Todos sabemos que águas ainda rolarão por baixo dessa ponte e com o discurso de Eduardo Campos sobre "Falar de 2014 em 2014" resta aos país aguardar. Mas, como faltam poucos meses para esse prazo se esgotar, em pouco tempo deveremos presenciar o seu rompimento com o governo petista, isso se decidir iniciar a nova etapa com a postura mais agressiva. 
Ao que parece, as emoções da política em 2014, serão ainda maiores que as produzidas nas Arenas brasileiras da Copa...

Publicada no blog  falandocomoagreste.blogspot.com