domingo, 22 de setembro de 2013

QUEM SERÁ O CANDIDATO DE EDUARDO AO GOVERNO DO ESTADO?

Apesar do Governador Eduardo Campos enfatizar diuturnamente perante a mídia o seu pragmático posicionamento estratégico de "comentar eleições 2014 apenas em 2014" é inegável que a suas viagens,  reuniões com correligionários, encontros com líderes de partidos e entrevistas aos inúmeros veículos de comunicação do País, além da decisão recente de entregar os cargos federais do PSB à Dilma, vem deixando claro para a população que, como diríamos no interior de Pernambuco, "guerreou": a corrida para os palácios do Planalto e do Campos das Princesas - ou do Centro de Convenções, sede provisória do Governo pernambucano -, já começou. 

Por isso, se ventila com mais intensidade hoje em todo o estado, nomes que podem estar nos planos de Campos para sua sucessão local:  O do Vice Governador João Lyra; do Secretário das Cidades Danilo Cabral, do representante da pasta da saúde, Antonio Carlos Figueira, do Secretário-Chefe da Casa Civil, Tadeu Alencar, político muito receptivo às demandas dos prefeitos pernambucanos e desde a primeira hora, o nome do (ainda) Ministro de Dilma, Fernando Bezerra Coelho, entre outras especulações.

Acerca desse ultimo, com o seu pedido de afastamento do governo Dilma, FBC ganhou ponto com Eduardo Campos para concorrer ao governo do Estado, embora o governador não tenha em nenhum momento se comprometido com essa possibilidade. Mas é visível a afabilidade entre os dois em atos mais recentes. Assim, fica mais de que claro de que Bezerra deverá manter o mesmo comportamento até a decisão do governador quanto ao nome que escolherá para disputar sua sucessão.

Eduardo evitou se estender sobre o assunto sucessão, na sua entrevista na sexta (20) em Suape: “Não temos nada em relação a 2014, nem com Fernando, nem com nenhum companheiro, porque o quadro daqui tem relação direta com o que vai acontecer nacionalmente por questões óbvias . Enquanto a gente não tiver muito claro como vai ser o jogo nacional, fica difícil para nós, do PSB, saber como vai ser o quadro daqui do Estado”, complementou o líder maior do PSB e um dos mais bem avaliados governadores do país. 

Um comentário:

  1. Prof. Erivaldo Bento22 de setembro de 2013 07:00

    Só foram citados nomes do PSB.Mas será que Eduardo vai "trair" Armando Monteiro?

    ResponderExcluir