terça-feira, 3 de setembro de 2013

MORTE ANUNCIADA: MATADOURO PÚBLICO DE GARANHUNS PODE FECHAR

Imagem ilustrativa
Foi marcada uma audiência pública para a próxima segunda feira (09) na Cãmara Municipal. O assunto a ser debatido é mais uma vez a agonizante situação do matadouro público de Garanhuns. No ano passado (2012), ainda na gestão do prefeito Luiz Carlos de Oliveira, a Prefeitura de Garanhuns, a Empresa responsável pelo matadouro e o Ministério Público (MP), fizeram um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), para resolver as mazelas encontradas pela ADAGRO bem como pela Vigilância Sanitária no local. Um ano passou-se e a situação do matadouro  municipal só piorou.  As condições de funcionamento são precárias, falta higiene e  a reclamação dos que lá trabalham são constantes. Mais uma vez, o Ministério Público interviu e notificou a Prefeitura, já sob nova administração, a resolver os problemas em um prazo de mais 120 dias. Com o descumprimento do novo prazo, o fechamento daquele espaço  tornou-se mais evidente.

Com uma suposta interdição definitiva do espaço, Garanhuns seria obrigada a enviar animais para o abate em outros municipios, o que certamente encareceria o preço final da carne, além de causar transtornos para a população, com um provável desabastecimento do produto e desemprego para marchantes e outros profissionais.

Além disso, um outro temido problema pode vir a tona: O abate clandestino de animais.

Atualmente , o matadouro mesmo com todas as dificuldades, é responsável pelo abate de quase 200 animais por semana, um número elevado levando-se em conta os seus similares nos municípios vizinhos.   
A audiência Pública da próxima segunda feira, deve reunir o Ministério Público, as empresas envolvidas, os vereadores, o prefeito do município Izaías Régis. os profissionais que trabalham e vivenciam a rotina do Matadouro, além de outros representantes da sociedade civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário