segunda-feira, 29 de julho de 2013

EDUARDO PEIXOTO E MARCELO JORGE: AFINIDADE NO FIG

                     
Imagens: Fernando Henrique (FH) e Hilton Marques (Studio C)



Eduardo Peixoto foi um dos melhores profissionais com os quais tive o privilégio de trabalhar em um Festival de Inverno. Sua versatilidade e segurança foram fundamentais para a afinidade demonstrada nas apresentações. 
Parabéns amigo Peixoto! Desejo que trabalhemos em outros Festivais!

Obrigado à Deus pela saúde em mais um Festival.

Agradecimentos ao Governador Eduardo Campos, ao Secretário da Casa Civil Tadeu Alencar, Secretário Executivo Marcelo Canutopresidente da FUNDARPE, Severino Pessoa, aos meus amigos não ocultos Sandoval Cadengue e Eudson Catão  e a toda a equipe da FUNDARPE pelo convite para minha 21ª participação no FIG.

À minha mãe de 76 anos, Dona Maria Coelho, dedico minha vida profissional e meu amor e reconhecimento. Aos meus irmãos, Marcos Antonio, Maurício Pais e Carlos Edvan, agradeço pela unidade e sei que serão sempre os mais afins em minha vida. Ã minha amada esposa Aryanne pelo apoio e paciência em me esperar a cada madrugada com a nossa pequena filha Manuela (primeiro Festival dela!), após as frias noites de FIG; aos meus queridos filhos Ana Beatriz, Gabriel e Gabriela (estes dois últimos acompanhando papai on line pela TV FIG à 5000 km do Brasil) e aos demais familiares pela força em todos os instantes da minha vida. 
Obrigado  à todos os meus amigos da imprensa pelas manifestações em prol de Garanhuns e aos centenas e milhares de amigos das Redes Sociais pela torcida para que essa parceria Marcelo Jorge/Eduardo Peixoto fosse de sucesso em prol do Festival.

A quem torceu contra, o meu respeito e compreensão. Afinal, como disse Stalin, "Não se pode pensar em movimento radical, forte e vivo, onde não haja controvérsia. A unanimidade absoluta só existe nos cemitérios".  
Com debate e liberdade responsável de pensamento e expressão, sempre chegaremos a um consenso. 

À todos pelo carinho, força e apoio, valeu!

E lembrem sempre: Para DEUS e para todos os que nos amam, somos queridos, somos amados, somos protegidos, somos valorizados, somos fundamentais, somos mais... 
SOMOS TUDO!

quinta-feira, 25 de julho de 2013

EDUARDO CAMPOS É O MELHOR ENTRE ONZE GOVERNADORES

Pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta quinta-feira (25) pela entidade avaliou os desempenhos de 11 governos estaduais (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina). O levantamento foi realizado entre 9 e 12 de julho.
É a primeira vez que a CNI encomenda ao Ibope pesquisa de avaliação do desempenho de governos estaduais (as anteriores avaliavam exclusivamente o governo federal). Por isso, não há base de comparação com os índices divulgados nesta quinta.
Nos casos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, o Ibope ouviu 812 eleitores em cada estado. Nesses casos, a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos (isso quer dizer que um governo aprovado por 20%, por exemplo, pode ter índice de aprovação entre 17% e 23%).
Nos demais estados, o Ibope ouviu 602 eleitores em cada um, com margem de erro de quatro pontos percentuais.

O governo com melhor avaliação entre os 11 é o de Pernambuco (58% de aprovação e 11% de reprovação). O que tem avaliação mais baixa é o do Rio de Janeiro (12% de aprovação e 50% de reprovação).

quarta-feira, 24 de julho de 2013

QUEM FOI DOMINGUINHOS?

Tive o privilégio de fazer o cerimonial que em 2010 homenageou o Mestre Dominguinhos em sua terra Garanhuns/ Imagem: Hilton Marques


Um adolescente de 16 anos, chegado ao Rio de Janeiro havia pouco, de repente ganha a bênção do Rei do Baião ao ser chamado pelo próprio de “herdeiro artístico”. Não poderia ter começado de maneira mais certeira a carreira musical de Dominguinhos, o sanfoneiro nascido José Domingos de Morais, em Garanhuns, Agreste pernambucano, no dia 12 de fevereiro de 1941. O Brasil se despede do músico nesta terça-feira (23).


“Gonzaga estava divulgando para a imprensa o disco ‘Forró no escuro’ [1958] quando me apresentou como seu herdeiro artístico aos repórteres”, lembrou-se Dominguinhos, durante os festejos do centenário de Gonzaga, em dezembro do ano passado. “Foi uma surpresa muito grande, não esperava mesmo”, assegurou.
A relação entre os dois, no entanto, é mais antiga. Dominguinhos ainda era criança e tocava triângulo com os irmãos no grupo Os Três Pinguins. Naquela época, era chamado Neném do Acordeon, apelido de infância. Tinha 8 anos e estava tocando na frente do hotel onde Gonzaga se hospedara, em Garanhuns, quando o Rei do Baião notou seu talento. Ali mesmo, prometeu ao músico mirim uma sanfona de presente, caso este resolvesse ir ao Rio de Janeiro.
O artista consagrado não se esqueceu do garoto quando ele foi procurá-lo, já rapaz, na então capital federal. Acompanhado do pai, o também sanfoneiro Chicão, e de um dos irmãos, Dominguinhos se mudou para o Rio de Janeiro e passou a viver em Nilópolis. Em 1954, a intenção do músico era encontrar Luiz Gonzaga. Quando o encontro aconteceu, a promessa não demorou a ser cumprida: “Em cinco minutos, ele me deu uma sanfona novinha, sem eu pedir nada", contou. Também não foi necessário tempo demais para Gonzagão ter certeza do que tinha suspeitado em 1949: o anúncio de Dominguinhos como herdeiro aconteceria apenas quatro anos após a chegada do então jovem sanfoneiro ao Rio. Além do instrumento e da bênção, Gonzaga ainda batizou o rapaz, dando-lhe o apelido que viraria nome artístico. Para o velho Lua, a alcunha de “Neném do Acordeon” não ajudaria na carreira como músico.

A primeira gravação profissional de Dominguinhos não poderia ser no disco de outro artista: em 1957, tocou sanfona em um álbum de Luiz Gonzaga, na música "Moça de feira", de autoria de Armando Nunes e J. Portela. No mesmo ano, o padrinho ajudou de novo na hora de batizar o grupo do qual o afilhado faria parte: com Zito Borborema e Miudinho, Dominguinhos fundou o Trio Nordestino, que ficou conhecido por interpretar diversos ritmos do Nordeste. O grupo continuaria, com outras formações, mas a participação de Dominguinhos foi encerrada em 1960.

O mundo do samba, da gafieira e do bolero atrairia o sanfoneiro temporariamente, mas, em 1965, Dominguinhos foi convidado a gravar, na recém-inaugurada gravadora Cantagalo, um disco que tinha como alvo os migrantes nordestinos que viviam no Rio de Janeiro. O dono da empresa era Pedro Sertanejo, pai de Oswaldinho do Acordeon, um dos primeiros a lidar com o forró no mercado do Sul-Sudeste brasileiro. Foi o bastante para Dominguinhos voltar a tocar xotes e baiões e, em 1967, integrar uma excursão de Luiz Gonzaga à região Nordeste, dividindo-se entre as funções de sanfoneiro e motorista – o notório medo de avião do sanfoneiro não começou aqui, no entanto. Antes de adotar o transporte rodoviário, Dominguinhos voou pelo mundo durante 30 anos, mas há 26 tinha deixado as aeronaves de lado.
Além de ser o segundo sanfoneiro de Gonzaga, e motorista eventual, Dominguinhos teve a oportunidade de conhecer, nessa excursão, a cantora pernambucana Anastácia. O encontro com a compositora, com quem se envolveu, marcou a carreira do músico. Juntos, são autores de mais de 200 canções. "Tenho sede" e "Eu só quero um xodó" são dois dos grandes sucessos da dupla e esta última música já soma cerca de 250 regravações, em várias línguas.
O empresário Guilherme Araújo, que dirigia a carreira dos novos ídolos baianos como Gal Costa, Caetano Veloso e Gilberto Gil, viu Dominguinhos tocando num show de Luiz Gonzaga, em 1972, e fez o convite para que o sanfoneiro acompanhasse Gal no show “Índia”.  É dessa mesma época a primeira gravação de Gil de "Eu só quero um xodó", versão que ficou muito famosa no Brasil. Como instrumentista, Dominguinhos passou então a transitar com desenvoltura no mundo da MPB, tocando ao vivo e também participando de gravações em estúdio.
Durante show no dia do centenário de Luiz Gonzaga, em 13 de dezembro deste ano, realizado na terra natal do Rei do Baião, Exu (PE), Gilberto Gil reiterou a importância de seu herdeiro. “Dominguinhos teve a herança do Gonzaga, que ele incorporou, através das canções, dos estilos, o gosto pelo xote, xaxado”. No entanto, para Gil, Dominguinhos soube trilhar um caminho próprio. “Ele foi além, em uma direção que Gonzaga não pôde, não teve tempo. Ele foi na direção do início de Gonzaga, o instrumentista, da época das boates do Mangue, no Rio de Janeiro, quando ele tocava tango, choro, polca, foxtrote, tocava tudo, repertório internacional, tudo na sanfona”.
Em meados dos anos 1980, Dominguinhos viu sua popularidade crescer em nível nacional. "De volta pro meu aconchego", composta em parceria com Nando Cordel e gravada por Elba Ramalho, e "Isso aqui tá bom demais", assinada junto com Chico Buarque, e gravada pelos dois, fizeram parte da trilha sonora da novela "Roque Santeiro", da TV Globo, um sucesso absoluto entre 1985 e 1986. Temas dos personagens Roque Santeiro e Sinhozinho Malta, respectivamente, as canções ganharam milhares de ouvintes, levando o nome de Dominguinhos país adentro.
A composição de trilha sonora voltaria à vida de Dominguinhos em 1997, quando o sanfoneiro assinou as canções do filme "O cangaceiro", de Anibal Massaini Neto. Dois anos depois, o disco “Você vai ver o que é bom” trouxe o registro de “O riacho do imbuzero", uma letra até então inédita do compositor pernambucano Zé Dantas, que foi entregue a Dominguinhos pela viúva do parceiro de Luiz Gonzaga.  No mesmo trabalho, os dez anos da morte do Rei do Baião foram lembrados na música “Prece a Luiz", assinada em parceria com Climério.
Em 2004, Dominguinhos cumpriu temporada de shows no Rio de Janeiro, em dupla com Elba Ramalho, com repertório que privilegiou os hits de ambos os artistas. As apresentações se transformaram em CD no ano seguinte.  Em 2007, os papéis se inverteram e foi a vez de Dominguinhos virar padrinho: o sanfoneiro participou da estreia da filha Liv Moraes em disco, fazendo o arranjo e tocando a sanfona em algumas das faixas.  Nos últimos anos, a cantora acompanhou o pai em muitas das suas apresentações, inclusive durante a festa pelo centenário de Gonzaga, em Exu. A gravação, em 2009, do primeiro registro em DVD – “Dominguinhos ao vivo” – aconteceu no maior teatro ao ar livre do mundo, em Fazenda Nova, cidade do Agreste pernambucano, mesmo palco onde é realizada anualmente a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. Os cantores Elba Ramalho, Renato Teixeira, Liv Moraes e Jorge de Altinho e os sanfoneiros Waldonys e Cezzinha participaram do trabalho.
Entre os últimos CDs gravados por Dominguinhos estão os trabalhos com o violonista gaúcho Yamandu Costa. A parceria começou em 2007, com o disco “Yamandu + Dominguinhos”, que tinha uma única preocupação: deixá-los tocarem o que tivessem vontade, sem amarras a repertórios ou estilos. Em cinco dias, foram registrados clássicos como “Feira de Mangaio” (Sivuca e Glória Gadelha), “Wave” (Tom Jobim), “Pedacinho do céu” (Waldir Azevedo) e “Asa branca” (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira). O encontro dos músicos viraria DVD, em 2009, e permitiria a produção de um novo CD, o “Lado B – Yamandu Costa e Dominguinhos”, lançado em 2010. Composições de Hermínio Bello de Carvalho, Jacob do Bandolim, Lupicínio Rodrigues, Ary Barroso e Lamartine Babo fazem parte do repertório do segundo disco.
Prêmios e honrarias não foram poucos ao longo de praticamente 60 anos de carreira: em 2002, o CD “Chegando de mansinho” deu a Dominguinhos seu primeiro Grammy Latino. “Conterrâneos”, CD solo gravado em 2006, conquistou o Prêmio Tim em 2007, na categoria cantor regional. Em 2008, Dominguinhos foi o homenageado do Prêmio Tim de Música Brasileira e, dois anos depois, venceu o Prêmio Shell de Música. Este ano, o disco “Iluminado” deu ao sanfoneiro pernambucano mais um Grammy Latino, na categoria raízes brasileiras -  uma classificação mais do que digna para uma estrela da música brasileira, defensor e renovador de suas raízes nordestinas.




sexta-feira, 19 de julho de 2013

LOCUTORES DO PALCO GUADALAJARA EM TODOS OS TEMPOS


Tive o privilégio de dividir a locução no Palco da esplanada Guadalajara com diversos amigos locutores e muitos artistas pernambucanos. pela ordem:
01. Com Marcos Cardoso e Renata Amaral;
02. Com Flayra e Antônio Marinho;
03. No atual 23º FIG, com Eduardo Peixoto;
04. No palco com Ivan Leite;
05. Recebendo a atriz Ligia Falcão;
06. Colunista Kitty Lopes em 2005;
07. Com Renata Amaral em outra oportunidade;
08. Apresentação solo;
09. Mais uma vez com a Embaixatriz do Frevo, Flayra Ferro e o poeta Antonio Marinho

Em outras oportunidades, estive ao lado do ator Cláudio Ferrário, dos locutores Gérson Lima, Lívio da Rádio Cidade, da jornalista Graça Araújo, entre outros bons nomes.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

EDUARDO CAMPOS PODE SER PERNAMBUCO DE NOVO NO PLANALTO CENTRAL

Ex prefeito Sandoval Cadengue, Empresário Jaime Filho (Garden Shopping) e Governador Eduardo Campos








Deu no blog do respeitado jornalista Ricardo Noblat:

Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, almoçou no Recife com a bancada de deputados federais do seu partido.
Em discussão: como se comportar na Câmara na volta do recesso parlamentar de julho. E a candidatura de Eduardo à sucessão de Dilma.
Por larga maioria, a bancada apoia a candidatura de Eduardo. E concorda que em breve o partido devolva a Dilma os cargos que ocupa no governo.
A queda de Dilma nas pesquisas eleitorais fortaleceu a candidatura de Eduardo dentro do PSB.
Governadores que temiam se afastar de Dilma não temem mais.
Os irmãos Gomes - Cid, governador do Ceará, e Ciro - suspenderam a oposição que faziam à candidatura de Eduardo.


terça-feira, 16 de julho de 2013

PREFEITURA DE GARANHUNS GARANTE FESTIVAL COM DINHEIRO NO BOLSO PARA SERVIDOR


O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Administração, está antecipando, esta semana, a folha de pagamento de seus servidores ativos e inativos referente ao mês de julho. O adiantamento do pagamento, que sempre é realizado nos últimos dias úteis de cada mês, visa a injeção econômica nos setores do comércio, serviços e turismo, já que a partir da próxima quinta-feira (18) se inicia o 23º Festival de Inverno – o principal evento do município.

A decisão do prefeito Izaías Régis está embasada em proporcionar maior movimentação nas compras e vendas e beneficiar diretamente os servidores que integram a gestão. “É preciso pensar em contribuir ainda mais com o desenvolvimento de nossa cidade, dando fôlego principalmente ao comércio no período de festival”, completa. Com o adiantamento, o valor da injeção ficará em mais de R$ 5 milhões.

O secretário de Administração, Alfredo de Góis, comenta que a realização do pagamento faz parte do compromisso do prefeito, que é atuar com planejamento. "Mais uma vez mostramos a valorização que temos por nossos servidores. Nossa intenção de trabalho é o cumprimento das necessidades de forma alinhada com os desejos de nossa gestão e da população”, diz.

Adiantamento 13º salário – Numa ação inédita, no último mês de junho, 40% (sem descontos) do 13º salário foram pagos a todos os servidores efetivos e cargos comissionados de todas as secretarias e autarquias, bem como aposentados e pensionistas. A injeção econômica total, no mês passado, foi de R$ 7 milhões e 500 mil reais.

Texto: Cloves Teodorico
Informações para a imprensa:
Cloves Teodorico – (87) 9600.8965
Secom/PMG

HERCINHO MAIS UMA VEZ NO PALCO DO FIG

O cantor garanhuense Hercinho retorna ao Palco Guadalajara, do 23º Festival de Inverno de Garanhuns, para apresentar a evolução de sua música um ano após apresentação no FIG 2012. No programa Folha da Tarde, na Rádio Folha FM 96.7, o artista falou sobre sua música e da apresentação que fará a partir das 21h do próximo sábado (20), no Centro da sua cidade natal.
    Além das influências do reggae, com base de samba, xote, bossa nova e tropicália, Hercinho traz consigo outros nove músicos que agora o acompanham em seu concerto. As irmãs Surama e Suelayne Ramos (backing vocals), Emanuel Epaminondas (baixo), José Martins (bateria), Acácio (trombone), Fábio Curió e Márcio (percussão) participam também da apresentação que abre a programação no principal palco do festival.

    Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco
    Hercinho participou do programa Geléia do Rock (2011), no canal Multishow da Globo, e do programa The Voice Brasil (2012), da TV Globo
    "As pessoas as vezes frisam muito o reggae, mas eu acabo por começar a articular outros caminhos que não sejam apenas o reggae, de fato. No meu repertório a gente faz samba, e como eu trabalho com pessoas que tem outros segmentos musicais, a ideia então é fazer uma certa mistura musical", contou Hercinho. O compositor afirmou ainda que fará releituras e passeará pelas obras de Gilberto Gil, Luiz Gonzaga e Chico César, além das canções de sua própria autoria.

    Para a apresentação neste fim de semana, ele traz não somente o repertório do seu primeiro CD "Hercinho e as Coisas Simples da Vida", lançado em 2011, como também novas vivências, frutos de sua imersão na Tropicália. "A gente tentou inovar ao máximo. Falei para a turma que queria fazer um repertório que primeiramente eu me sentisse bem em estar cantando, sabe? A gente vai fazer umas músicas que nunca tocamos: Gilberto Gil, umas versões de Chico César, músicas minhas também que a gente ainda não tocou. Tenho estudado muito o tropicalismo", disse.
    A 23ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, será realizada entre os dias 18 e 27 deste mês.

    sábado, 13 de julho de 2013

    GARANHUNS: A CIDADE QUE É UM "TUDO"!



    Av Rui Barbosa, com nova iluminação.
    A névoa chegou... a chuva veio... o frio já bate à porta...

    Garanhuns enfim, programa-se quando suas belas colinas vestem-se de neblina para receber o Festival de Inverno.
    Cada recanto da 'Suissa Pernambucana' já começa a respirar na mesma cadência dos instrumentos que povoarão praças e polos, preenchendo de arte e de cultura lugares dantes silenciosos e adormecidos.

    O sentido do Festival de Inverno foi enfim compreendido e nesses 23 anos de adendos e  investimentos, a sua maturidade  como evento de grande porte nos torna, garanhuenses e pernambucanos, centro das atenções de todo o Brasil.

    Nada mais justo, portanto, que nossas ruas e espaços públicos pudessem colocar também sua 'roupa domingueira' para celebrar esse grande encontro com os inúmeros visitantes que nos dão a honra de sua presença nos restaurantes, exposições, jardins, parques e praças. Uma boa iluminação, flores surgindo, árvores podadas,  bem cuidados e uma sensação de se estar chegando em um lugar da qual tudo conspira para uma estadia perfeita.

            

        
    É bom viver em Garanhuns. Uma cidade maior que seus problemas.

    A névoa chegou... a chuva veio... o frio já bate à porta. E você, vem?

       

    sexta-feira, 12 de julho de 2013

    PREFEITURA DE GARANHUNS APÓIA EVENTO DA SBPC NESSA CIDADE


    Será realizada em Recife de 21 a 26 de julho, com o tema principal “Ciência para o Novo Brasil”, a 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O evento tem como objetivo levar aos participantes um panorama amplo do que melhor se faz em ciência hoje no País.Participarão do evento pesquisadores renomados do Brasil e exterior, bem como gestores do sistema estadual e nacional de ciência e tecnologia.

    Junto a reunião anual será realizada em Garanhuns entre os dias 15 e 17 de julho a SBPC Educação, direcionada a capacitação de 15 mil professores estaduais de Pernambuco, de todos os níveis. A atividade também contemplará os docentes da rede municipal de ensino. Além de Garanhuns, o encontro acontecerá simultaneamente nas cidades de: Recife, Caruaru, Petrolina e Serra Talhada. O Governo Municipal por meio da Secretaria de Educação apoia a realização.

    A abertura do evento se dará nas dependências do Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcante na próxima segunda-feira (15), a partir das 19h e 30 mim. Já os cursos ofertados, direcionados exclusivamente para os professores, serão viabilizados nas dependências da UPE Garanhuns. As demais atividades poderão ser frequentadas por toda a população, sendo ministradas também na UPE.  

    A programação completa, as inscrições, bem como outras informações podem ser obtidas no endereço: www.sbpcnet.org.br/recife.

    quinta-feira, 11 de julho de 2013

    HERCINHO GOUVEIA: DE GARANHUNS PARA GARANHUNS


    (Retirado do Blog do CARLOS EUGÊNIO)

    Essa foi destaque no portal Social1, do G1:

    “Natural de Garanhuns, o cantor Hercinho Gouveia ganhou o Brasil e volta à cidade onde nasceu mais uma vez para se apresentar no palco principal do Festival de Inverno de Garanhuns 2013, dia 20 de julho.



    Ele canta na Praça Guadalajara na mesma noite de Caetano Veloso, Zé Brown, Mundo Livre S/A e Orquestra Contemporânea de Olinda e Arto Lindsay. Privilégio de poucos, não é verdade?. E por falar em privilégio, Hercinho visitou a redação do Portal NE10 nesta quarta (10) para contar algumas novidades que está preparando para o show e outras curiosidade de sua carreira para o Social1. A conversa foi embalada pelo reggae e você confere clicando no vídeo aí embaixo. Veja!”.

    Confira o vídeo:http://youtu.be/u24aUTRWXjY

    terça-feira, 9 de julho de 2013

    CAPOEIRAS NA MARCHA DOS PREFEITOS EM BRASÍLIA

    Mais de 100 prefeitos pernambucanos estão participando da 16ª Marcha dos Prefeitos em Defesa dos Municípios, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). O evento começou nesta segunda-feira (8) em Brasília e segue até quinta-feira (11) e tem como tema "O desequilíbrio federativo e a crise nos municípios”. Entre os temas a serem debatidos na Marcha está a questão da seca que castiga os municípios pernambucanos e a contratação de médicos estrangeiros. 

    A prefeita Neide Reino (PSB) do município de Capoeiras, Pernambuco, está presente no evento. Na sua opinião, a forte representatividade dos gestores municipais servirá como mostra de unidade e força. Ainda de acordo com Neide Reino, "Esse é um movimento legítimo e buscarei, enquanto prefeita da minha querida Capoeiras buscar sempre melhorias para a nossa população e cobrar dos governos, estadual e federal as promessas que foram amplamente divulgadas. A participação de Capoeiras nesse evento mostra acima de tudo à nossa população que queremos alavancar melhorias para quem conheceu o abandono dos últimos anos e que está cansado de promessas e falação".
    Segundo a programação da Marcha no site da CNM,  serão apresentadas ao Congresso Nacional pautas de interesse dos municípios, realizadas reuniões dos prefeitos com as bancadas parlamentares e, por fim, encontros marcados entre os prefeitos com a presidente Dilma Rousseff (PT).

    segunda-feira, 8 de julho de 2013

    REFORMA EM HOSPITAL DE CAPOEIRAS JÁ EM ANDAMENTO



    De acordo com a Secretaria de Saúde de Capoeiras (241 km da Capital, Recife) já estão em andamento as obras de reformas do Hospital Municipal e dos PSFs nas áreas urbana e rural. Na totalidade, serão reformados seis postos, objetivando otimizar ainda mais a estrutura das unidades de saúde e assim melhor atender a comunidade. Serão contemplados os PSFs da Maniçoba, do Alegre, do Riacho do Mel, Imbé, Olho Dágua e Maria Zélia. Dentro destas ações, ainda será construído o Posto de Saúde Gildo Marques. O início da reforma dos postos da área rural depende apenas do aluguel de outro local para que a população não fique sem atendimento durante a obra. 
    De acordo com o Secretário de Saúde daquele município, Sr. Edson Costa, "Estamos acertando os últimos detalhes do aluguel de residências nas comunidades, para que as obras sejam iniciadas"
    Já a moradora de Olho D'Água, senhora Maria do Socorro, a prefeita de Capoeiras, Neide Reino (PSB), vem se destacando como uma gestora eficiente em relação à saúde dos seus munícipes, "Neide Reino foi mandada por Deus. Há muito tempo que a saúde em nossa cidade 'tava' abandonada!", destacou a capoeirense, hoje satisfeita.

     

    sábado, 6 de julho de 2013

    TENCO MOSTROU NA EXPO CENTER SP, PROJETOS DE NOVOS SHOPPINGS, INCLUINDO O DE GARANHUNS.

    Foto: Elderth Theza
    Eduardo Gribel, CEO da Tenco e Sócio no Garanhuns Garden

    Para atrair o interesse de franquias (franqueadores e franqueados), durante a feira ABF Franchising, que aconteceu no mês de Junho passado, no Expo Center Norte, em São Paulo, a Tenco Shopping Center apresentou cinco novos projetos, entre eles, o primeiro da empresa na região Sul do Brasil. A iniciativa de expansão, segundo a companhia, demonstra que é cada vez mais notória a parceria bem sucedida entre shoppings e esses empreendedores. De um lado, a Tenco destacou que as franquias contam com toda uma estrutura para mostrarem seus produtos e suas marcas, com segurança e comodidade. Do outro, os shoppings têm oportunidade de incrementar o seu mix de comercialização, com lojas de marcas expressivas, produtos e serviços, com operações que prezam por detalhes, que vão desde um visual arquitetônico, até tecnologia e consultoria operacional. No mês em que completou 25 anos de existência, a Tenco lançou também durante o evento cinco novos empreendimentos: O GARANHHUNS GARDEN SHOPPING, na cidade de Garanhuns em Pernambuco, com investimentos de R$ 110 milhões e o Juá Garden Shopping, em Juazeiro na Bahia, R$ 120 milhões. Na região Sudeste o Itaquá Garden Shopping, em Itaquaquecetuba, São Paulo, cujo investimento ultrapassa R$ 150 milhões. No interior do Paraná, o Guarapuava Garden Shopping, na cidade de mesmo nome. É o primeiro empreendimento da empresa em Santa Catarina, que marca também a chegada da Tenco Shopping Center na região Sul do Brasil, o centro de compras Lages Garden Shopping, no valor de R$ 110 milhões. Ao todo são quase R$ 500 milhões de equity em novos investimentos e mais de 15 mil empregos, entre diretos e indiretos, informou a rede de shoppings."O foco da empresa é pesquisar oportunidades, levantar viabilidades, investir em novos mercados e construir grandes shoppings pelo Brasil, especialmente, em cidades que nunca tiveram um empreendimento ou nas que crescem cada vez mais, criando novas demandas internas" destacou o Ceo da Tenco, Eduardo Gribel (foto). Para ele, o crescimento comercial em mercados recentes se tornou um incentivo para os empresários que desejam abrir novos negócios, como as franquias, por exemplo. "São locais ainda pouco explorados pelas redes de varejo, mas que possuem forte potencial de consumo, devido ao aumento da população de classe média e a falta de opções de marcas nacionais para compras”, afirmou. O executivo acredita que o crescimento do setor de franquias está ligado à expansão dos shoppings pelo Brasil. “O modelo de negócio floresceu dentro dos shoppings e hoje as lojas de franquias funcionam, muitas vezes, como âncoras desses centros", concluiu Gribel.


    Matéria publicada originalmente em: http://www.folhadocondominio.com.br/materia.php?id=3417

    quarta-feira, 3 de julho de 2013

    AQUI NÃO DIVULGAREI A PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL DE INVERNO...


    ...Mas não divulgarei a programação do FIG nessa postagem, porque TODOS os demais colegas de blogs, rádios, jornais, revistas, TVs e redes sociais diversas já estão divulgando, e com muita competência e propriedade. Portanto, detalhar a programação dos polos aqui, seria redundar, 'chover no molhado'...

    ...Falarei no entanto, acerca da diferença entre a programação desse FIG para os festivais anteriores.

    Ter participado de todas as versões anteriores do Festival de Inverno de Garanhuns, como público e também trabalhando nas incontáveis transmissões das Rádios Marano FM, Sete Colinas e Rádio Jornal nas quais prestei serviços por alguns anos, além de ter estado no palco como apresentador oficial por 20 desses anos de FIG  e após ver a programação divulgada recentemente pela FUNDARPE, me faz ter opinião formada sobre a evolução do evento nessas mais de duas décadas.

    O Festival certamente amadureceu. Os artistas acompanharam essa evolução e o público tornou-se evidentemente muito mais seletivo e exigente em relação aos nomes apresentados. Existe sempre uma expectativa pessoal, é certo, em relação à vinda de artista "A"ou "B", de banda fulano ou sicrano, mas a verdade é que a mudança de atmosfera em Garanhuns se evidencia sempre que aproxima-se o evento "Mãe" da nossa região e na hora que o festival é iniciado, não existem mais azuis ou vermelhos, as diferenças evaporam e o clima se torna único para gregos e baianos.

    Com divergências - que segmento ou ideologia vive sem elas? - mas acima de tudo com coerência, a maioria esmagadora da população aprecia as atrações de cada palco e cada polo e prestigia até nomes desconhecidos, mas que após assistir as suas performances, passa a cultuá-las como novos ídolos. Isso é o processo de "aculturação" tão importante para que as populações possam se conhecer melhor e permitirem que a sua cultura também se mostre aos demais.

    Os artistas chamados "Grandes nomes" sempre provocam a atenção maior da mídia e do público, por estarem evidenciados constantemente na mídia ou por terem estabelecido um padrão de qualidade onde a aclamação popular os alçou à esta condição. Os artistas não enquadrados nesse seleto e bem remunerado grupo, que parecem estar 'à reboque' ou no jargão artístico 'fazem janela' para as grandes atrações, não poucas vezes chegam a surpreender o público com trabalhos unanimemente aceitos e também aclamados.

    O amadurecimento do FIG é, na minha opinião, a concretização de um trabalho que foi iniciado no longíquo ano de 1990, quando da idéia do professor garanhuense Marcílio Reinaux e com a condescendência do proprietário da mais antiga FM de Garanhuns e Prefeito do município à época, Ivo Tinô do Amaral, do qual nasceu o grande evento de inverno que é o xodó de Garanhuns, orgulha pernambuco e dá exemplos ao Brasil e que chega enfim à sua vida adulta e produtiva, no limiar dos seus 23 anos.

    Portanto, em todos os polos do FIG 2013, a tendência é que encontremos o que há de melhor gerado pela cultura local, regional e nacional em todos os segmentos.

    A programação detalhada do FIG você encontra em todos os outros blogs, redes sociais e demais meios de mídia disponíveis.