quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

ARGENTINA: UM PAÍS A SER DESVENDADO

Puerto Madero: Um dos destinos mais visitados de Buenos Aires.

Estou em Buenos Aires até a semana que vem e caminhando pelas ruas dessa aprazível capital, medito que o amor que temos pelo Brasil, apesar dos imensos abismos  e mazelas que diariamente nos deixam indignados, nos conserva a esperança  e as boas perspectivas à médio e longo prazo no horizonte verde e amarelo. Isso por vezes se contrapõe à rivalidade que temos com nossos irmão portenhos. 
A Argentina é um país recheado de barreiras comerciais, que chegam à beira do protecionismo, uma equivocada política que vem gerando sucessivas crises econômicas, além de ter na sua biografia o caudilhismo que hoje gera outros “ismos”. Mas estes não são motivos para que fechemos os olhos aos encantos, à gastronomia e a rica história desse vizinho charmoso. O  Vinho e carne são tradicionalmente itens da culinária argentina e motivo de atração de muitos turistas brasileiros o ano inteiro. Nos últimos dois anos a Argentina foi o destino preferido de 04 em cada 10 viajantes que saíram do Brasil. Novamente, a capital argentina foi escolhida como o melhor destino turístico da América Latina. Desta vez, a escolha foi feita por 46.000 leitores da revista canadense Condé Nast Traveler.
Na pesquisa, foram analisados pontos como oferta cultural, gastronomia, qualidade dos hotéis, ambiente, amabilidade de sua gente e a possibilidade de fazer compras.
Também, nas escolha dos melhores hotéis da América Latina, Buenos Aires ficou com os três primeiros postos, com seus hotéis Palacio Duhau-Park Hyatt, Alvear Palace Hotel e Loi Suites Recoleta Hotel.
Estou desde o início desta semana aqui em Buenos Aires - onde moram dois dos meus filhos - e como turista e observador o que mais me encanta é exatamente o valor que o argentino dá a sua pátria. A preservação do seu histórico patrimônio arquitetônico, o respeito aos pedestres e a organização de muitos setores governamentais , com uma boa educação nas suas tradicionais escolas,  transportes públicos eficientes (apesar da idade de sua frota) e acima de tudo, uma população que defende de forma intransigente os bens e seus valores pátrios. Essa é uma lição que o Brasil deveria seguir.
Na próxima postagem, um pouco mais acerca dessa minha estada na pátria de Evita e Juan e que eternizou Carlos Gardel: Argentina. 
Hasta la vista y gracias pela visita!