quarta-feira, 26 de julho de 2017

EM ANDAMENTO, CONGRESSO DA AMUPE REÚNE PREFEITOS PERNAMBUCANOS ATÉ ESSA QUINTA FEIRA (27) NO CENTRO DE CONVENÇÕES EM OLINDA

A abertura do Congresso da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) reuniu na sua abertura na manhã de ontem Terça feira (25) no Centro de Convenções, em Olinda, duas das principais lideranças cogitadas para a eleição de 2018 - o governador Paulo Câmara (PSB) e o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB).

Os gestores disputaram a atenção de uma plateia formada por prefeitos pernambucanos, considerados os principais eleitores em seus municípios. Apesar da presença de lideranças de relevo, não há previsão de nenhum grande anúncio para o evento, ao contrário das edições anteriores. O único previsto versa sobre edição do novo Plano Safra.

No entanto, o ministro Bruno Araújo aproveitou o evento para divulgar as ações da sua pasta, em um estande para os programas nas áreas de habitação, saneamento e mobilidade. Uma das principais atividades será o Cartão Reforma, principal aposta na área social do governo Temer. "Já tem muita coisa em curso, programas e projetos. O FEM, por exemplo, não parou. É um programa que tem vida própria", avaliou o presidente da AMUPE e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB).

O Congresso da Amupe já foi utilizado como palco para divulgar novas ações do Executivo. Foi no evento que o ex-governador Eduardo Campos anunciou a criação do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), que destina investimentos aos município. Atualmente, o Governo do Estado tenta finalizar a execução da edição de 2015 do programa.

SOLUÇÕES

Diante da crise, uma das saídas que está sendo discutida pelos prefeitos é a criação de consórcios. "Os municípios devem utilizar isso como ferramenta de baixo custo para conseguir investir. Todos os prefeitos estão participando de um evento para debater consórcios do Nordeste hoje, dia 26. Este é um caminho. Vamos mostrar experiências e oportunidades. Vamos ter gente de todo Nordeste e consórcios de outros estados em todas áreas. É uma área que está chamando bastante a atenção dos prefeitos", disse Patriota.
Segundo o gestor, a crise aumentou a pressão aos gestores municipais. "A crise piora as cobranças porque cresce desemprego, as pessoas ficam sem renda ou subempregadas. Isso tudo vai para a porta da prefeitura. A crise fica na prefeitura e é pressão muito grande no poder público municipal. Nós acabamos precisando de mais recursos no momento que menos dispomos", lamentou o presidente da Amupe.


Diversos gestores do Agreste pernambucano, como os prefeitos de Jupi, Marcos Patriota (DEM); de Brejão, Beta Cadengue (PSB); de Lajedo, Rossine Blésmany (PSD); de Palmeirina, Marcelo Neves (PSD); prefeito em exercício de Capoeiras Júlio Valença – Juju (PSB) ;  de Caetés, Armando Duarte (PTB); de Calçado, Expedito Nogueira (PP); de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB); da Pedra, Osório Filho (PSB); de Águas Belas, Luiz Aroldo (PT) entre outros, estão participando do evento.

terça-feira, 25 de julho de 2017

OUÇA ENTREVISTA COMPLETA DE BOLSONARO A RÁDIO MARANO DE GARANNHUNS

Eleito com mais de 464 mil votos, Jair Messias Bolsonaro (PSC), 62 anos, foi o deputado federal com maior número de votos no Estado do Rio de Janeiro. o parlamentar ocupa um assento na Câmara Federal há seis mandatos consecutivos, ou seja, está há 24 anos na função. Em recente pesquisas, Bolsonaro surge como o segundo nome mais lembrado pelo eleitor em uma suposta pré candidatura à Presidência da República, em um país que vive um verdadeiro caos político.

Na tarde dessa terça feira (25), o Deputado Bolsonaro concedeu uma entrevista exclusiva ao radiojornalista Marcelo Jorge, dentro do programa 'Falando com o Agreste', exibido pela Rádio Marano FM de Garanhuns (102,3 Mhz).

O teor completo da entrevista, o internauta ouve clicando no player abaixo:

É MUITA HARMONIA: MPB 4 EMOCIONA E JÁ É CONSIDERADO O MELHOR SHOW DO FESTIVAL DE INVERNO

O frio, a chuva e um dia injusto levaram pouca gente para a praça 
Foto Keylle Almeida 


Uma noite de segunda-feira fria e chuvosa e um dia impróprio para um dos maiores grupos musicais do mundo em atividade, o MPB4, levou poucas pessoas à Praça Mestre Dominguinhos em Garanhuns, durante a quarta noite do Festival de Inverno.
A chuva e o frio são personagens adequados e imprescindíveis em um evento neste período de Julho. É bem verdade que quando a programação desta 27° edição do FIG foi divulgada há poucas semanas, como todos os anos, sofreu críticas como nunca tinha se visto em edições anteriores. Os “críticos", que na verdade são apenas entendidos em seus próprios gostos, usando do senso comum, espalham horrores sobre os artistas como o maior quarteto em atividade no mundo, segundo o Livro do Guinnes Book, que os coloca como o mais longevo em atividade no mundo na atualidade. Pois bem, e foi com muito respeito ao pequeno público que enfrentou uma segunda-feira com condições atmosféricas adversas que eles subiram ao palco e mandaram alguns dos seus maiores sucessos, que passeiam necessariamente pela música de Chico Buarque de Holanda, Aldir Blanc, Milton Nascimento, Gonzaguinha, João Bosco, Tom Jobim e outros imortais da música brasileira.
Cremos que a Fundarpe tem que rever em sua grade de programação os dias que alguns artistas, que mesmo sendo de grande reconhecimento e valia para a música brasileira mas não tem um apelo popular tão grande para preencher um espaço que abriga cerca de 50 mil pessoas. Ou seja, duas ou três mil pessoas num espaço tão grande repassa a ideia que a apresentação foi muito ruim, quando na verdade estamos nos referindo  a grupo com mais de cinco décadas de relevantes serviços prestados a boa música brasileira, que são os veteranos do MPB 4, na nossa opinião, o melhor show dos 4 dias de Festival de Inverno de Garanhuns.

Portanto fica a dica para a Fundação de Cultura de Pernambuco em relação a se rever casos como esse. Sugestões? sim! os ritmos de maior apelo popular como  as apresentações do forró na quarta-feira, que já tem um público segmentado, bem que poderiam ser colocadas numa segunda feira, para que se garantisse uma praça com menos espaços vazios. Graças ao profissionalismo, o respeito e o amor a arte dos integrantes da lendária banda carioca, prevaleceu o respeito ao público presente que foi aplaudir e reverenciar artistas que poderia ter se apresentado para 40 mil pessoas numa noite de sexta-feira ou sábado.












PERNAMBUCO E MAIS 13 ESTADOS SÃO ALVOS DE OPERAÇÃO DA PF NESTA TERÇA-FEIRA(25)


A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (25), a 2ª Fase da Operação Glasnost, que combate a exploração sexual de crianças e o compartilhamento de pornografia infantil na internet.
Cerca de 350 policiais federais participam da operação e cumprem 72 mandados de busca e apreensão, três mandados de prisão preventiva e dois mandados de condução coercitiva, em 51 municípios nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe.
A ação é uma sequência da operação Glasnost, deflagrada em novembro de 2013, ocasião em que foram cumpridos 80 mandados de busca e prisão e realizadas 30 prisões em flagrante por posse de pornografia infantil. Foram ainda identificados e presos diversos abusadores sexuais, bem como resgatadas vítimas, com idades entre 5 e 9 anos.
A investigação teve como base o monitoramento de um site russo utilizado como uma espécie de “ponto de encontro” de pedófilos do mundo todo, e resultou na identificação de centenas de usuários, brasileiros e estrangeiros, que compartilhavam pornografia infantil na internet, bem como de diversos abusadores sexuais e produtores de pornografia infantil, tendo sido identificadas, ainda, diversas crianças vítimas de abuso.
Os investigados produziam e armazenavam fotos e vídeos de crianças, adolescentes e até mesmo de bebês com poucos meses de vida, muitos deles sendo abusados sexualmente por adultos, e as enviavam para contatos no Brasil e no exterior.
Anteriormente à deflagração da segunda fase da operação, foram cumpridas medidas urgentes nas cidades de Osasco/SP, Presidente Prudente/SP, Porto Alegre/RS, Vila Velha/ES, Jundiaí/SP, Praia Grande/SP, Campo Grande/MS e Cachoeira do Itapemirim/ES, tendo em vista a identificação de casos concretos de abusos sexuais contra crianças. Em todos os casos foram presos os abusadores e identificadas as vítimas dos abusos.
“Glasnost” é uma referência ao termo russo que significa transparência. A palavra foi escolhida porque a maior parte dos investigados utilizava servidores russos para a divulgação de imagens de menores na internet e para realizar contatos com outros pedófilos ao redor do mundo.
Fonte: Assessoria PF

segunda-feira, 24 de julho de 2017

FIG 2017: MÚSICA, DANÇA, OFICINAS E LITERATURA TOMAM CONTA DE GARANHUNS

O último final de semana ficou marcado pelas apresentações no Palco de Cultura Popular Ariano Suassuna e no palco principal Mestre Dominguinhos, além do teatro, cinema, e oficinas que estão espalhadas por toda Garanhuns. Nomes como Baby do Brasil, Geraldo Azevedo, Mundo Livre S/A e Zeca Pagodinho já se apresentaram no palco principal. No Palco de Cultura Popular, o reisado, maracatu, coco e blocos de samba fazem a animação da população.

Nesta segunda-feira (24), atrações da cultura garanhuense, nordestina e nacional farão a alegria das pessoas, além das oficinas da Secretaria da mulher e da contação de histórias na Biblioteca Ler é Preciso que começaram hoje e seguem até o dia 29 de julho.


Confira abaixo a programação para esta segunda-feira (24):

Palco Mestre Dominguinhos
21h – Still Living
22h – Herbert Lucena
23h – Cantoria Agreste
0h30 – MPB4 (RJ)

Palco de Cultura Popular
16h – Urso Cangaçá de Água Fria
17h – Maracatu de Baque Solto Leão da Fortaleza
18h – Coco Bojo da Macaíba
19h – Linguarudo de Ouro Preto

Som na Rural (Parque Euclides Dourado)
18h – As Bodas de Umbigolina Goiabenta (Teatro | BA)
19h – Projeto Armazém
20h20 – Mestre Lourimbau (BA)
22h30 – Francisco, El Hombre (SP)

Programa do XIII Virtuosi na Serra (Catedral)
16h – Kristina Miller (Rússia) | Recital e piano
21h – Victor Assuncion (Piano)

ARTES CÊNICAS
Circo
16h – Bagu & Cia.
Empyre Circus (PE)

Teatro Adulto
18h – As Bodas de Umbigolina Goiabenta
Cia. Buffa de Teatro (BA) | Joice Agle
Local: Som na Rural (Parque Euclides Dourado)
18h – O Açougueiro
Alexandre Guimarães (PE)
Local: Teatro Luiz Souto Dourado

2ª MOSTRA DE TEATRO ALTERNATIVO
22h – A Última Cólera no Corpo de Meu Negro
Cia. Experimental de Teatro (PE) | Raphael Gustavo
Local: Galeria Galpão

AUDIOVISUAL
Cine Eldorado
18h20 – Lançamento da Série Giga 1ª Temporada + Conversa com a equipe do filme
Giga (Ficção, 90 minutos, 2017, Brasil), de Taciano Valério
Classificação: 16 anos

DIÁLOGOS (SESC)
Galeria Galpão
16h - "Conversas para adiar o fim do mundo" - Bené Fonteles
“OcaTaperaTerreiro na Bienal SP” - Projeção do catálogo virtual

LITERATURA
Praça da Palavra Hermilo Borba Filho
16h – Rede Mestres e Brinquedos em Sementes da Brincadeira, um bate-papo com Danielle Jansen e Wagner Porto sobre o brinquedo, a literatura oral, as tradições fitoterápicas e a ecologia
17h – Palestra | Revolução Literária em Pernambuco, com José Bezerra de Lemos (UBE)
18h – Palestra | Elementos de uma Pesquisa Histórica, com Melchiades Montenegro (UBE)

19h – As Diversas Personagens na Obra de Luís Jardim, Adelmo Camilo conversa com Wagner Marques

SABE QUAIS SÃO AS 4 CPIS QUE SERÃO IMPLANTADAS DEPOIS DO RECESSO



QUATRO COMISSÕES PARLAMENTARES DE INQUÉRITO (CPIS) DEVEM FUNCIONAR NO SENADO, EM AGOSTO (FOTO: MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO)
Na volta do recesso parlamentar, em agosto, quatro comissões parlamentares de inquérito (CPIs) devem funcionar no Senado. Além da CPI da Previdência, única em funcionamento, três comissões estão à espera de instalação: a dos Maus-Tratos às Crianças, a do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e a CPI Mista do BNDES/JBS e J&F .
Instalada em maio, a CPI da Previdência, presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e relatada pelo senador Hélio José (PMDB-DF), tem até o dia 8 de setembro para encerrar os trabalhos, mas os senadores já anunciaram que vão pedir prorrogação e mostrar na conclusão dos trabalhos que a Previdência não é deficitária.
A CPI dos Maus-Tratos às Crianças, criada em abril, teve seus integrantes designados pouco antes do recesso parlamentar de julho e, por isso, sua instalação ficou acertada para o segundo semestre. Criada por iniciativa do senador Magno Malta (PR-ES), ela terá sete titulares e cinco suplentes.
A comissão investigará casos de violência, abuso e pedofilia, além de jogos virtuais que estimulam menores a cometer automutilação e até suicídio, como o da Baleia Azul. Para enfrentar esse tipo de crime, o senador quer ouvir especialistas e órgãos públicos, como a Polícia Federal e o Ministério Público.
O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e empresas do grupo JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, que tiveram depoimentos de delação premiada homologados pela Justiça, também estão na mira dos senadores.
A CPI do BNDES teve apoio de 37 senadores, 10 a mais do que o número mínimo necessário. O autor do requerimento, Roberto Rocha (PSB-MA), quer apurar possíveis irregularidades nos créditos concedidos para expandir companhias nacionais. O número mínimo de indicações — sete dos 13 titulares — foi alcançado pouco antes do recesso. Ainda faltam nomes do PMDB para três vagas, além de uma das três indicações do Bloco Social Democrata (PSDB e DEM), que ficou em aberto após desistência do senador Dalírio Beber (PSDB-SC). Com recursos do BNDES, o grupo conseguiu a liderança mundial no mercado de carnes.
Sem número
A única comissão mista prevista no segundo semestre, a CPI Mista do BNDES/JBS e J&F –— a última sigla identifica a holding que reúne todos os negócios da família Batista, inclusive empresas coligadas e participações, ainda não teve as indicações necessárias no Senado. Proposta pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) e, na Câmara, pelo deputado Alexandre Baldy (Pode-GO). É composta de 16 parlamentares de cada Casa legislativa, com igual número de suplentes. Para ser instalada, depende de pelo menos nove indicações de titulares de cada Casa.
Com informações do Senado Federal