terça-feira, 19 de setembro de 2017

GENERAL FALA EM INTERVENÇÃO MILITAR NO BRASIL

Foto : Exército - Divulgação
Um vídeo publicado no sábado (16), em um canal do Youtube, tem causado repercussão no país por conta de uma declaração do general Antônio Hamilton Martins Mourão. Ele fala, na gravação, que as Forças Armadas poderão impor uma “solução” ao “problema político” vivido pelo Brasil, referindo-se a uma intervenção militar. No vídeo, gravado em uma palestra realizada numa loja maçônica de Brasília, Mourão responde a uma pergunta sobre a possibilidade no caso de as “instituições” não retirarem “elementos envolvidos em todos os ilícitos” da vida pública.
Não é a primeira vez que Mourão obtém visibilidade por conta de suas declarações favoráveis a uma intervenção militar no Brasil. O general, que é porto-o alegrense, foi afastado do Comando Militar do Sul, em outubro de 2015, após defender “o despertar de uma luta patriótica” no país e autorizar uma homenagem póstuma ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, primeiro integrante da ditadura militar reconhecido como torturador pela Justiça brasileira. A homenagem ao coronel ocorreu no pátio de formatura da 6ª Brigada de Infantaria Blindada, em Santa Maria. Após esses episódios, o general Mourão foi transferido para a Secretaria de Economia e Finanças do Exército, em Brasília, pelo então Ministro da Defesa Aldo Rebelo
No vídeo, o general diz que o Exército deve “manter estabilidade do país”- e que  a sua visão coincide com a de seus “companheiros do Alto Escalão do Exército”. “Essa imposição não será fácil, ela trará problemas, podem ter certeza disso aí. A minha geração – isso é uma coisa que as senhoras e os senhores têm que ter consciência – é marcada pelos sucessivos ataques que a nossa instituição recebeu, de forma covarde, não coerente com os fatos que ocorreram no período de 64 a 85. Isso marcou a geração” “existem companheiros que até hoje dizem: ‘poxa, nós buscamos fazer o melhor e levamos pedrada de todos as formas’”, afirmou.
Sul 21

JUIZ LIBERA TRATAMENTO DE HOMOSSEXUALIDADE COMO DOENÇA

Juiz libera tratamento de homossexuais como doença - Foto : Reprodução

Justiça Federal do Distrito Federal liberou psicólogos a tratarem gays e lésbicas como doentes, podendo fazer terapias de "reversão sexual", sem sofrerem qualquer tipo de censura por parte dos conselhos de classe. A decisão, do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, é liminar e acata parcialmente o pedido de uma ação popular. Esse tipo de tratamento é proibido desde 1999 por uma resolução do Conselho Federal de Psicologia. O órgão disse que vai recorrer.
A ação popular foi assinada por um grupo de psicólogos defensores das terapias de reversão sexual. A decisão é de sexta-feira (15). Nela, Carvalho mantém a integralidade da resolução, mas determina que o conselho não proíba os profissionais de fazerem atendimento de reorientação sexual. Além disso, diz que os atendimentos têm caráter reservado.
Na resolução 01/1999, o conselho estabelece as normas de condutas dos psicólogos no tratamento de questões envolvendo orientação sexual. De acordo com a organização, ela trouxe impactos positivos no enfrentamento a preconceitos e proteção de direitos da população homossexual no país, "que apresenta altos índices de violência e mortes por LGBTfobia".
Para o Conselho Federal de Psicologia, terapias de reversão sexual representam "uma violação dos direitos humanos e não têm qualquer embasamento científico". Desde 1990, a homossexualidade deixou de ser considerada doença pela Organização Mundial da Saúde.
Ainda de acordo com o conselho, a resolução não cerceia a liberdade dos profissionais nem de pesquisas na área de sexualidade. O juiz mantém a resolução, mas determina que o Conselho Federal de Psicologia não impeça os psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, e veta qualquer possibilidade de censura ou necessidade de licença prévia.
Mais em http://gazetaweb.globo.com

DEPUTADA PRISCILA KRAUSE DEBATE REBAIXAMENTO DE NOTA DA COMPESA

Foto: Roberto Soares/Alepe

A agência de classificação de risco Standard and Poors rebaixou a nota de crédito da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) de A para A-, de acordo com comunicado à imprensa datado de 18 de agosto passado.

O rebaixamento foi informado e debatido pela deputada estadual Priscila Krause (DEM) na semana passada no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Ela disse que o fato chama mais atenção para a necessidade de o governo de Pernambuco, controlador da Compesa, mudar o rumo da relação perante a Companhia. Uma das estratégias do governo para encarar a crise financeira foi deixar de pagar as contas de água. Até janeiro, o montante de faturas em aberto de taxa de água e esgoto de prédios públicos estaduais somava R$ 62 milhões.

Nós estamos falando de uma relação que passou a ser muito conturbada desde o início deste atual governo, porque é uma relação resumida, por um lado, entre cliente e prestador de serviço, e do outro, controlador e empresa subordinada. Se o governo não trata isso de forma separada, passa a influenciar negativamente o balanço contábil da empresa, que é o que ocorre”, resumiu Priscila. 


A Compesa informou que o governo de Pernambuco já voltou a pagar as contas e que a companhia já recebeu R$ 30 milhões do valor em aberto. Além disso, esclareceu que, nas condições atuais do Brasil, ter um nota rating A- é excelente, pontuação que poucas empresas têm.

Publicado originalmente no Site do Diário de Pernambuco

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

POLÍCIA DIVULGA RETRATOS FALADOS DE SUSPEITOS DE ATIRAR EM JORNALISTA, VEJA E DENUNCIE

Jornalista  Alexandre Farias foi atingido por um tiro na cabeça e continua internado - Foto : Mavian Barbosa - G1
Polícia Civil de Pernambuco divulgou na manhã desta segunda-feira (18) os retratos falados de dois suspeitos de atirar no jornalista Alexandre Farias. O fato aconteceu no último sábado (16) em Caruaru, no Agreste, e após troca de tiros da Polícia com os bandidos, o jornalista foi atingido por uma bala perdida na cabeça e segue internado em coma induzido no Hospital da Unimed.
De acordo com o chefe da Polícia Civil em Pernambuco, Joselito Amaral, cinco pessoas participaram da ação, sendo que dois foram reconhecidos por testemunhas.
"As investigações avançaram e hoje estamos apresentando dois retratos falados dos assaltantes que participaram da ação. Os crimes são tentativa de homicídio, no caso do jornalista Alexandre Farias. Eles tentaram atirar nos policiais a atingiram o jornalista. Os demais crimes são por roubo qualificado e lesão corporal grave. Testemunhas estão nos ajudando e ajudaram a fazer os retratos falados", disse.
Ainda de acordo com o chefe da Polícia Civil, os números 994887099 e 994887527 serão usados para ajudar a polícia com informações via WhatsAPP. O delegado informou ainda que os dois suspeitos têm entre 18 e 22 anos e estavam encapuzados no momento da ação e ambos têm estatura mediana e mais três envolvidos, que não foram identificados, estão envolvidos no crime.
O chefe da Polícia Civil disse ainda que começa hoje em Caruaru mais uma etapa da Operação Força no Foco. "Temos as Polícias Militar e Civil, Bombeiros, Detran, todos juntos para garantir com a Força Foco melhorar a segurança aqui na cidade. Vamos hoje para mais uma etapa, mas não por causa desse fato. O dia de hoje já estava programado no cronograma de planejamento da SDS", disse
Polícia divulgou retrato falado dos suspeitos nesta segunda-feira
FOTO: DIVULGAÇÃO PC

gAZETAWEB


PREFEITURAS DE CALÇADO E CORRENTES PROMOVEM RETIFICAÇÕES EM SEUS CONCURSOS E PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE INSCRIÇÕES

A Prefeitura de Calçado, Estado de Pernambuco, promove a retificação do Concurso Público que objetiva o preenchimento de 113 vagas em todos os níveis de escolaridade.
Houve a exclusão de quatro vagas pertencentes ao cargo de Agente de Endemias, além da prorrogação das inscrições, que vão até o dia 31 de outubro de 2017. Foi alterado também a data da prova objetiva, prevista para o dia 03 de dezembro de 2017.
O certame oferece oportunidade nas funções de Agente Administrativo (5); Agente de Consultório Dentário (3); Agente de Controle Interno (1); Assistente Administrativo Educacional (5); Assistente Social (1); Auxiliar de Sala de Parto (1); Auxiliar de Saúde Bucal (1); Auxiliar de Serviços Educacionais (20); Auxiliar de Serviços Gerais (4); Copeira Hospitalar (1); Coveiro (1); Cozinheiro Hospitalar (1); Eletricista (1); Enfermeiro (2); Farmacêutico (1); Fisioterapeuta (1); Fonoaudiólogo Escolar (1); Guarda Municipal (5); Lavadeira Hospitalar (2); Médico - Ambulatorista (2) e Plantonista (4); Médico Veterinário (1); Motorista I e II (4); Nutricionista (1); Nutricionista Escolar (1); Odontólogo (1); Professor de Educação Infantil/ Anos Iniciais (18); Professor do 6º ao 9º Ano: Língua Inglesa (1), Língua Portuguesa (2), História (1), Matemática (3), Geografia (1), Educação Física (1) e Ciências (1); Psicólogo (1); Recepcionista Hospitalar (1); Secretário Escolar (1) e Técnico em Enfermagem (11).
A carga horária é de 30h a 40h semanais, exceto Médico Plantonista que é contado por plantão cujo o salário é de R$ 1.500,00 e Professor com jornada varia de 100h a 150h mensais e a remuneração é de acordo com o piso da categoria. Os demais vencimentos variam de R$ 937,00 a R$ 2.000,00.
Para participar, é necessário que o candidato acesse o site www.admtec.org.br e preencha o formulário eletrônico, que estará disponível até o dia 31 de outubro de 2017. A taxa varia de R$ 50,00 a R$ 80,00 e deve ser efetuada por meio de boleto bancário.
SOBRE O CONCURSO DE CORRENTES
Já a  Prefeitura das Correntes, republica por incorreção o edital de retificação do Concurso Público válido por dois anos, que dispõe 104 vagas distribuídas entre cargos de nível fundamental, médio e superior.
Ocorreu alteração no salário do cargo de Biomédico, que passa a ser de R$ 937,00. Além disso, no cargo de Professor do Ensino Fundamental consta mudanças nos requisitos, na carga horária e no salário que pode variar R$ 1.725,10 e R$ 1.983,87, conforme o nível de escolaridade.
Para obter mais informações, consulte no site o edital publicado no dia 13, no Diário Oficial dos Municípios do Estado de Pernambuco. O edital de abertura também pode ser acessado.
Das vagas destinadas à Professores houve alterações nos seguintes itens: conteúdo programático das provas; conhecimentos específicos; requisitos; salários e a inclusão da taxa de participação no valor de R$ 40,00, conforme o documento de retificação.
Este certame conta com oportunidades para as seguintes funções:
  • Nível Fundamental: Auxiliar de Serviços Educacionais (10); Guarda Municipal (5); Vigia Escolar Educacional (5); Motorista I (3); Motorista Escolar Educacional (3); Operador de Máquinas Pesadas (2);
  • Nível Médio/ Magistério: Auxiliar Administrativo (7); Assistente Administrativo Educacional (10); Auxiliar de Enfermagem (5); Professor do Ensino Fundamental - Séries Iniciais (30).
  • Nível Superior: Bioquímico (1); Enfermeiro (3); Farmacêutico (1); Fisioterapeuta (1); Médico - Salário Médico Semanal (3), Salário Médico Plantonista (5), Salário Médico Ambulatorial (4); Nutricionista (1); Odontólogo (2); Psicólogo SP (1); Psicólogo Escolar (1); e Assistente Social (1).
Os profissionais contratados com cargas horárias de 20 a 40 horas semanais farão jus à salários que variam de R$ 937,00 a R$ 2.200,00, conforme o cargo pretendido.
Dentre as oportunidades mencionadas, algumas são exclusivamente destinadas às pessoas com deficiência. Além disso, haverá formação de cadastro reserva.
Pela internet, as inscrições seguem no site Funvapi até o dia 1 de outubro de 2017, mediante pagamento de taxa de R$ 30,00 ou R$ 40,00, de acordo com o nível de escolaridade.
PCI Concursos

domingo, 17 de setembro de 2017

SETE DE SETEMBRO ESTRÉIA NA SEGUNDONA COM DERROTA PARA O PORTO

O Sete de Setembro de Garanhuns estreou na Série A2 do Pernambucano de Futebol 2017, perdendo o jogo para a equipe do Porto de Caruaru, por 2 x 0.

A partida, apesar de bastante disputada, começou a apontar seu desfecho já nos 37 minutos do primeiro tempo, quando o Porto inaugurou o placar com um gol de Erikis, depois substituído por Túlio.

Na volta para o segundo tempo, o time do ‘Guará’ ainda tentou um empate e chegou a marcar um gol, mas a arbitragem marcou impedimento. Logo após, aos 35 minutos, o Porto marcou novamente através de Alaf, que não perdoou a meta do goleiro setembrino Alex. Até um pênalti foi marcado a favor do Sete que desperdiçou a oportunidade com um chute fraco de Keilo, defendido pelo Marquinhos. Segundo o técnico setembrino, o jogador era o de melhor rendimento nos treinos na cobrança de penalidades.
O que não faltou no jogo, no entanto, foram cartões amarelos: seis, metade para o Porto e o restante para a equipe garanhuense.

O desempenho do veterano jogador Araújo, aquisição setembrina para a temporada, foi questionado mas de acordo com analistas, esse primeiro jogo do Sete, serve mais como uma “calibragem” para o restante da competição. O Renato Maceió também não esteve no seu melhor jogo. A zaga setembrina deve ser repensada. Para se ter uma ideia das dificuldades ainda vivenciadas pelo alviverde comandado pelo chileno Javier Dias, o time sequer contou com um banco de reservas, já que a documentação daqueles atletas não ficaram prontas à tempo para escalação de outras opções.  

O bom público de 2.328 pagantes, que compareceu em uma tarde sem chuvas ao Estádio Gigante do Agreste, proporcionou uma renda de R$ 27.100,00 pôde  no entanto, assistir uma boa partida e provavelmente entendeu que o time de Garanhuns, apesar das dificuldades de início.

O alviverde garanhuense volta á campo no próximo domingo (24), as 15 horas, enfrentando o Pesqueira.

O Sete de Setembro jogou e perdeu com : Alex, Fabrício, Dudu, Boca, Válber, Keilo, Renato Maceió, Escuro, Araújo, Jôsi e Rodrigo. O Técnico foi o Javier Dias. A equipe não tinha jogadores reservas.

O Porto jogou e venceu com: Marquinhos, Alaf (autor do 2º gol), Alisson, Charles, Jorge, Raimundo, Marlon, Vagner e Nem, que no segundo tempo foi substituído por Geninho), Erikis (autor do 1º gol), depois substituído por Túlio, e Danilo. Reservas: Henrique, Geninho, Baiano, Theo, Vinícius, Hugo, Marcelo e Tulio. Técnico: Lima

Trio de arbitragem: Luiz Cláudio Sobral. 1o Assistente Bruno César Chaves Vieira/ 2o Assistente: Francisco Chaves Bezerra Jr. 


Com informações da Jornalista Gabrielle Sadi/ Falando com o Agreste